Em 2018, o Dia do Advogado cai em um sábado, 11 de agosto. E para celebrar a profissão em um dia de folga, nada melhor do que um bom filme! A equipe do Achutti Osorio Advogados indica quatro títulos que todo estudante de Direito ou advogado devem assistir. Eles falam de ética, técnicas de negociação, diversidade, os desafios da relação entre o advogado e o cliente e muito mais.

Vamos aos indicados:

Ponte dos Espiões (Bridge of Spies) – 2015

Em plena Guerra Fria, o advogado especializado em seguros, James Donovan (Tom Hanks) aceita uma tarefa muito diferente do seu trabalho habitual: defender Rudolf Abel (Mark Rylance), um espião soviético capturado pelos americanos. Mesmo sem ter experiência nesta área legal, Donovan torna-se uma peça central das negociações entre os Estados Unidos e a União Soviética ao ser enviado a Berlim para negociar a troca de Abel por um prisioneiro americano, capturado pelos inimigos. “Esse filme me faz pensar no comprometimento que o advogado precisa ter com o cliente e também na importância que os advogados devem dar às técnicas de negociação, seja num processo judicial, administrativo ou em outros âmbitos. Quem não souber negociar terá dificuldade em conduzir sua vida profissional”, relata o advogado Daniel Achutti.

Filadélfia – Philadelphia (1994)

Andrew Beckett (Tom Hanks) é um promissor advogado que trabalha para um tradicional escritório da Filadélfia. Após descobrirem que ele portador do vírus da AIDS, Andrew é demitido da empresa. Ele contrata os serviços de Joe Miller (Denzel Washington), um advogado negro que é homofóbico. Durante o julgamento, este homem é forçado a encarar seus próprios medos e preconceitos. “O filme, apesar de ter sido produzido na década de 1990, guarda muitas semelhanças com a época em que vivemos. Pessoas com orientação sexual diversa do padrão imposto ela sociedade, qual seja, a heteronormatividade, ainda são vítimas de violência e discriminações de toda a ordem, ainda que o ordenamento jurídico brasileiro ofereça proteção a grupos vulneráveis através dos princípios e liberdades individuais asseguradas pela Constituição Federal”, avalia a advogada Fernanda Osorio. 

O Juiz – The Judge (2014)

Advogado de muito sucesso, Hank Palmer (Robert Downey Jr.) volta à cidade em que cresceu para o velório de sua mãe, que há muito não via. É recebido de forma hostil pela família e resolve ficar um pouco mais quando seu pai, veterano juiz, é apontado pela polícia como responsável pela morte de um homem que condenou há vinte anos. Mesmo não se entendendo com o pai, Hank debruça-se sobre o caso, mas os dois não conseguem conviver amigavelmente e a possibilidade de condenação aumenta a cada revelação. “Esse filme retrata um pouco do dia a dia do advogado criminal, e principalmente a dificuldade de lidar com o cliente, que no filme resiste em obedecer às instruções dadas pelo advogado”, conta Matheus Machado, advogado que indica o filme.

O segredo dos seus olhos – El Secreto de Sus Ojos (2010)

Benjamin Esposito (Ricardo Darín) se aposentou recentemente do cargo de oficial de justiça de um tribunal penal. Com bastante tempo livre, ele agora se dedica a escrever um livro. Benjamin usa sua experiência para contar uma história trágica, a qual foi testemunha em 1974. Na época o Departamento de Justiça onde trabalhava foi designado para investigar o estupro e consequente assassinato de uma bela jovem. É desta forma que Benjamin conhece Ricardo Morales (Pablo Rago), marido da falecida, a quem promete ajudar a encontrar o culpado. Para tanto ele conta com a ajuda de Pablo Sandoval (Guillermo Francella), seu grande amigo, e com Irene Menéndez Hastings (Soledad Villamil), sua chefe imediata, por quem nutre uma paixão secreta. “Eu acho interessante, primeiramente, por ser um filme argentino, uma vez que a gente sempre recorre a filmes norte-americanos. E acho que o filme tem uma perspectiva interessante, pois trata, através de diversas formas, das consequências que tem um ato violento”, conta Bruna Martello, advogada do escritório que dá a sugestão.

Pipoca na mão e que comece a maratona!

Origem do Dia do Advogado

O Dia do Advogado é celebrado em 11 de agosto em homenagem a criação dos dois primeiros cursos de Direito no Brasil: a Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, em São Paulo; e a Faculdade de Direito de Olinda, em Pernambuco. Ambos os cursos foram criados por D. Pedro I, em 1827.

Notícias recomendadas